• Mayara Nunes

CCA Santa Marta reinventa oficinas e aproxima a comunidade durante a pandemia

O Instituto das Irmãs da Santa Cruz por meio do Centro da Criança e do Adolescente Santa Marta (CCA Santa Marta) reinventou na forma de atender meninos e meninas que integram o projeto durante a pandemia.


A reinvenção do conteúdo nesta fase de distanciamento social contou com o esforço e o envolvimento de toda a equipe e comunidade do CCA para enfrentar as dificuldades e protagonizar esse momento tão importante na vida das crianças.

Danilo Andrade, coordenador e formador do CCA, conta um pouco do processo de desenvolvimento socioeducativo adaptado para os tempos de pandemia e, como as famílias se ajustaram frente a esta nova realidade. “A Equipe organizou uma sequência de vídeos socioeducativos com as seguintes temáticas: festa da família, festa junina, viagens culturais, contos e lendas e contos de natal. Os eventos: Festa da família e Festa junina foram desafios feitos para que as famílias desenvolvessem atividades lúdicas. Um momento de confraternização com o objetivo do fortalecimento dos vínculos familiares mediante nossa proposta”, explica o coordenador.


Os vídeos propostos pela equipe pedagógica são estímulos a uma pesquisa independente realizada pelas crianças. Pega-se um ponto vista e a partir desse ponto é desenvolvido uma série de atividades que estimulam o exercício da criatividade e a autonomia. “O tema “Viagens Culturais” se deu com a proposta dos vídeos socioeducativos. Com abordagem sobre as culturas Mexicana e Japonesa, a aventura se passou com a apresentação sobre a cultura local e com demonstrações culinárias, brincadeiras, entrevistas com celebridades locais (educadores fantasiados) e artes. Depois realizamos a série de contos e lendas, onde o objetivo foi trabalhar com a imaginação das crianças. Através da proposta da lenda os aprendizes criavam a história e as Educadoras davam vida a dramaturgia criada pela criança”, conta Danilo Andrade.


Devido às restrições causadas pela pandemia, as crianças que antes passavam o tempo brincando ao ar livre, agora estão mais expostas ao mundo virtual. Pensando nisso, a equipe também dedicou um tempo para orientar sobre cuidados com o acesso as redes sociais, os perigos escondidos por trás de publicações, links e publicidades. Trazendo uma reflexão acerca da importância da convivência social e do vínculo construído fora da telinha.


Texto| Mayara Nunes





48 visualizações0 comentário