Quem somos

Mulheres consagradas

Em 1841, junto com Madre Maria das Sete Dores, padre Basile-Antoine Marie Moreau (1799-1873), fundou a Congregação das Irmãs da Santa Cruz, em Le Mans, França. 

​Este período, do final do século XIX, foi marcado por perseguições violentas contra a Igreja Católica e desorganização sócio-política. 

​Já em 1843, as Congregações dos Padres e Irmãos e das Irmãs expandiram-se para uma nova missão nos Estados Unidos.

​No novo continente estabeleceram várias escolas no meio Oeste, na paróquia de Notre Dame, onde existe até hoje a casa Central da Congregação das Irmãs.

​A missão logo abrangeu a área da saúde e os territórios mais afastados dos centros populacionais.

​Ao final de setembro de 1947, veio um convite de Dom Carlos Carmelo de Vasconcellos Motta, para ir ao Brasil.

​A Congregação  respondeu rapidamente ao convite missionário.

 

No dia 1º de novembro de 1947, as Irmãs Charlita, Olivette, Caecilius e Armella vieram para o Brasil.

 

Residiram em Vila Betânia, na casa de campo do recém-falecido Dom José Gaspar.

​Neste mesmo local foi fundada uma pré-escola que se ampliou para o antigo colegial, hoje o Ensino Médio.

Atualmente, o engajamento das irmãs depende das necessidades do povo em que elas estão inseridas.