• Mayara Nunes

ADDIISC realiza pesquisa com intuito de monitorar dados públicos acerca da prisão de povos indígenas

Atualizado: Abr 30

O ADDIISC, em parceria com o Conselho Indigenista Missionário (CIMI), realizou uma pesquisa durante o ano de 2020 com o intuito de monitorar dados públicos acerca da prisão dos povos indígenas do Brasil.


Assim, apresentamos o infográfico “Prisões e Povos Originários no Brasil”, que é um dos resultados da pesquisa realizada a partir das plataformas governamentais de acesso à informação do Brasil.

A pesquisa monitorou dados sobre a Covid-19 entre as pessoas indígenas privadas de liberdade, totalizando pelo menos 106 contaminações no decorrer do ano em pelo menos 8 estados da federação brasileira.


É importante dizer que o aprisionamento dos povos originários do Brasil enfrenta grande subnotificação e portanto, os dados levantados podem não corresponder às realidades vividas por estas pessoas e suas comunidades no âmbito do sistema prisional brasileiro.


No entanto, o ADDIISC acredita que caminhos que valorizem as ferramentas de transparência pública e diálogo são imprescindíveis para avançarmos em propostas desencarceradoras e focadas nos métodos próprios de resolução de conflitos de cada povo.


Acesse o infográfico e saiba mais!

infografico-IISC-final
.pdf
Download PDF • 11.50MB


17 visualizações0 comentário