• Mayara Nunes

Oficina de costura desenvolve novos talentos das mulheres


O Centro Santa Marta é uma ação social do Instituto das Irmãs de Santa Cruz e tem como uma dos objetivos desenvolver potencialidades, valorizando as capacidades e atuando no resgate da autoestima e do bem estar social das mulheres.


Entre as oficinas está a de costura que anda em altíssima procura devido as chances de recolocação no mercado de trabalho.


Lurdes Mathias participa da oficina há seis meses. Convidada a participar por uma amiga de idade avançada, resolveu escutar a voz da experiência.


O sábio conselho funcionou e hoje Lurdes reflete sobre as mudanças que a costura trouxe para sua vida.


“A oficina mudou tudo na minha vida. Quando você se põe na posição de aluna, de querer aprender, você até esquece a sua idade, esquece que é aposentada. Eu que não sabia nem colocar uma linha na agulha, consegui costurar. Eu só tenho a agradecer. É um momento que você não fica pensando bobagem, pensando em passado. Você vive o momento. Aqui tem várias oficinas, e depois que acabar essa, vou escolher outra. A gente ainda tem muito pra aprender nessa vida”, conta a aprendiz.


Maria de Fátima que também é usuária, participa de diversas oficinas oferecidas pelo Centro Santa Marta. Para ela a oficina de costura vem sendo um desafio e tanto, porém, mesmo diante das dificuldades ela não pensa em desistir.


“Eu queria aprender a costurar, mas ao mesmo tempo não queria, eu achava muito difícil. Estou apanhando um pouco, mas vindo aqui, também faço outras coisas. Faço culinária, panificação e agora as aulas de costura. Costumo dizer que costurar é mais difícil do que cozinhar. Estou gostando o pessoal é bem legal, e as vezes quando penso em desistir me falo: Não! Eu vou aprender a costurar. É aquela história, só de sair de casa, para quem é dona de casa, ficar um pouco fora. É maravilhoso!”, explica Maria de Fátima.


Além das oficinas o Centro Santa Marta conta com um espaço cativante e acolhedor, as usuárias que chegam antes do início das aulas. Muitas agradecem o fato de terem encontrado acolhimento, e se sentem preenchidas com as atividades e com a companhia de outras colegas.


Branca Berger é voluntária há 28 anos e conta que a oficina surgiu do interesse das usuárias pela costura criativa.


“A partir da necessidade das nossas usuárias que estavam à procura do curso de costura, surgiu a oficina. Hoje, nós temos um grupo de iniciantes que a chamamos de Costura 1. A Costura 2 é um pouco mais avançada e a Costura 3 ainda mais. Sempre na linha de nécessaire, bolsas, sacolas e coisas assim. O resultado disso é muito bom. Tem uma fila de usuárias interessadas. O Santa Marta tem muitos outros cursos, mas a costura é uma coisa que está em alta, por que tem mercado, e acho que é por isso que as pessoas estão tão interessadas”, esclarece Branca.


As aprendizes que estão firmes no processo recebem por peça fabricada, com o desconto apenas do material utilizado. A oficina funciona como uma espécie de geração de renda para as aprendizes, que em sua maioria, são pessoas fora do mercado de trabalho.


Para muitas, o curso vem sendo uma forma alegre e criativa de adquirir uma renda extra no fim do mês.




3 visualizações

©2017 por Agência FAZERCOM -  Gestão em Comunicação.

Siga a Congregação das Irmãs da Santa Cruz

FALE  CONOSCO

 (11) 5631-0478 | 5631-0517

R. Antônio Furlan Júnior, 127 (portaria 15) - Vila São Pedro - 04676-020 - São Paulo, SP 

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle