• Mayara Nunes

Projeto leva arte, cultura e inclusão digital a crianças e adolescentes no Rio Grande do Sul

Em 2019, o Secretariado da Ação Social da Arquidiocese (ASA) foi contemplado com o investimento social do Instituto das Irmãs da Santa Cruz (IISC) para a realização do projeto “Acendendo mentes e mostrando o outro lado das ruas”, que acontece no Centro Social de Cultura e Artes Padre Irineu Brand, em Porto Alegre, RS.


A iniciativa desenvolve oficinas de artes com musicalização, dança, teatro, cultura popular, formação cidadã e inclusão nos meios digitais. O projeto é direcionado as crianças e adolescentes em situação de acolhimento institucional e também as crianças adolescentes pertencentes a região e comunidade do entorno.


Jonas Pertile, assistente social, da ASA afirma que o projeto trouxe inúmeros benefícios para a comunidade a partir da possibilidade de garantir um espaço de aprendizagem e proteção para as crianças, adolescentes e familiares. “O projeto possibilitou a reflexão sobre formas de se fortalecer para o enfrentamento das desigualdades sociais, pensando alternativas de superar e transformar esta realidade. Contribuiu na formação de pessoas críticas, que se tornaram agentes transformadores para uma sociedade mais harmônica, tolerante, que respeite e valorize as diferenças”, explica Jonas.

Para um melhor desempenho e desenvolvimento social do público, a iniciativa buscou oferecer um espaço com equipamentos que desenvolvessem habilidades e competências nas mais variadas áreas de conhecimento. O projeto buscou meios, para que os jovens possam colocar em pratica aquilo que aprendem e vivenciam na instituição, contribuindo na melhora das relações interpessoais e qualidade de vida na comunidade em que vivem.


O Instituto das Irmãs da Santa Cruz atua pela defesa dos direitos da criança e do adolescente, principalmente daqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Jonas Pertile explica que o cenário de disputa pelo território do tráfico na comunidade é um fator de risco eminente para as crianças, caso elas não encontrem outras alternativas.


“A comunidade beneficiada pela ação é constituída de uma população de baixíssima renda, com inúmeras famílias cujo rendimento mensal é inferior a um salário mínimo. Estas crianças e adolescentes estão tendo a oportunidade de aprender uma atividade e a possibilidade de ver o mundo com outros olhos. O apoio financeiro do Instituto das Irmãs da Santa Cruz proporcionou a compra de novos equipamentos, bem como, a alimentação de mais de 120 crianças e adolescentes que, na maioria das vezes, não têm uma refeição completa. Com este recurso estamos conseguindo fazer a diferença e proporcionar este espaço de acolhida e proteção”, relata o assistente social.


Texto| Mayara Nunes



39 visualizações

©2017 por Agência FAZERCOM -  Gestão em Comunicação.

Siga a Congregação das Irmãs da Santa Cruz

FALE  CONOSCO

 (11) 5631-0478 | 5631-0517

R. Antônio Furlan Júnior, 127 (portaria 15) - Vila São Pedro - 04676-020 - São Paulo, SP 

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle